"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Como acontecem as coisas

Outro dia comentei aqui nos posts que minha amiga Lili estaria fazendo a peregrinação ao Caminho do Sol no início desse mês e , qual não foi a minha surpresa ao receber um e-mail dela me dizendo que não foi fazer a viagem porque se machucou três dias antes, caindo da escada e está em recuperação ainda, mesmo sem ter quebrado nada, mas sentiu muitas dores e ainda sente devido aos machucados.

E sempre me pergunto o porquê de certas coisas que acontecem em nossa vida, pelo menos na minha, e observo tudo e meço cada centímetro de tudo o que me acontece , quando ocorre e quero sempre dar conta de saber como e para quê , o que levarei dessa nova experiência.

Me faço essas perguntas sempre, invariavelmente, todos os dias : O que eu tenho a aprender com isso ? Por que isso me aconteceu agora ? Por que desse jeito ? Por que não foi antes ? Por que não é diferente ? Aonde isso me levará ?

É assim... e para algumas coisas encontramos explicação, ou pelo menos tentamos encontrar algo plausível...mas já para outras coisas fica mais difícil.

No dia a dia isso é quase sempre mais tranquilo de se averiguar , mas quando se tratam das coisas do coração ou dos relacionamentos, o contexto passa a ser diferente e a interpretação não é tão simples assim.

Por que conhecemos alguém ? Da forma como conhecemos, em tal momento e o que essa pessoa vai me ensinar , vai trazer para minha vida com seu universo ? Vamos somar, vamos diminuir, vamos multiplicar ? Vamos seguir pela caminhada por mais tempo ou vamos nos abandonar a certa altura da estrada ? Vai ser bom ? Vamos crescer juntos e compartilharmos sonhos ? Sempre há muitas perguntas a serem respondidas e acredito que essa seja a grande mágica da vida...nos descobrirmos constantemente e nos enxergarmos como infinitas fontes de possibilidades, como aprendizes eternos de nossos erros e acertos.

Geralmente, em minha vida, eu peço algumas coisas que acabam realmente acontecendo : como a chuva ontem durante minha caminhada diária - eu pedi e ela veio... começou branda e morna e ao final já estava forte e quente. Pedi para que ela viesse na tentativa de lavar minha alma, me descarregar mesmo de tudo que preciso deixar para trás e, de algum modo, ela me ajudou nesse processo. As pessoas em seus carros pela rua me olhavam e eu nem queria saber o que pensavam, apenas curti aquele banho que Deus me oferecia naquele momento em que meu interior precisava ser enxaguado e eu buscava me reintegrar.
Sei que sempre ficarão perguntas a serem respondidas, mas acredito que invariavelmente há uma razão, há um motivo especial que, mesmo que não consigamos saber qual seja, ele acontece do jeito e no tempo que tem de acontecer , nunca antes e nem depois, apenas no presente e devemos aceitar que seja assim.

2 comentários:

ॐ Patrícia Melo disse...

Obrigada Van.
Seu comentário é um estímulo e aponta que estou no caminho certo, meu dharma.
Beijo grande, namastê!

Borboleta no Casulo disse...

As coisas acontecem qd tem q acontecer...iss é fatoo!!
Bjs