"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



terça-feira, 1 de março de 2011

Por Amar Muito

Pode ser que um dia eu seja condenada , como antigamente se fazia com as bruxas que eram encaminhadas às fogueiras , assim como fizeram com os livros que instigavam os pensamentos daquilo que era diferente para a sociedade na época... Pode ser que um dia eu seja condenada por minha própria consciência pelo simples fato de amar muito, incondicionalmente.


Sim , eu amo demais e exageradamente todas as coisas que caem à minha volta , que se chegam ao meu contato e não sei diminuir o passo. Amo exatamente e infinitamente tudo aquilo que me cativa e é um modo de amar todo meu , pleno , intenso , seguro , devocional.

Eu amo de um jeito e não sei amar diferente... Quando amo sou e me sinto inteira , completa , apenas por respirar durante as vinte e quatro horas do meu dia esse amor...

Talvez seja esse amor o responsável por incluir mais a presença de Deus em minha vida , porque eu sinto tanta plenitude , tanta emoção , tanta conexão com esse sentimento que torna-se uma dor insuportável qualquer tipo de desconexão com ele.


Esse sentimento de amor é o que nutre minha vida , meus gestos e minhas ações. Nutre meu corpo e minha alma , acende meus pensamentos e guia minha vida quando filtra aquilo que meus olhos também enxergam. Eu me apercebo disso no meu dia a dia , nas coisas mais corriqueiras da rotina , esse amor se faz presente e brota de mim tão perfeito e tão intenso.

Talvez seja mesmo condenada um dia , por buscar querer alcançar todo esse amor em minha vida , esse amor que já teve vários enredos , mas sempre me alimenta e me constrói de formas diferentes , me muda a cada vez que me encontra , me amadurece , me renova e me faz outra mulher.


Mas nunca desisto de me aproximar desse amor todo, de continuar a buscar e de tê-lo presente , concretamente , em minha vida e eu sei e confio plenamente que ele há de chegar...

Os destinos estão sempre mudando , o mundo , as pessoas , a vida , tudo já não é mais como fora outro dia e nós mesmos , a humanidade , tem mudado muito e é por isso que , cada vez mais confio , que esse amor está se aproximando de mim de uma vez e irá iluminar minha vida como tem iluminado pela eternidade , como tem iluminado pela força de todos os caminhos que me guiam e que me inspiram e , por amar muito é que irei seguir vivendo em paz.

4 comentários:

Borboleta no Casulo disse...

Temos essa caracteristica em comum: somos intensas!!
Não sei se isso é bom ou ruim, mas é assim q vivo..intensamente e qd amo, verás, que sou mega intensa!!
Bjs

Aline disse...

resumindo: achei encantador e lindo

dear sarah disse...

Então somos duas,
porque amamos demais, sem nos preocupar se isso é certo ou errado.

Eu quero é amar, to nem ai pra o que vai me esperar.
adoooooro teus escritos, putz.

agradeço por ter a oportunidade de vir aqui.

beijos minha flor de liz!

Will Lukazi disse...

Intensidade e imensidão de sentimentos: é vc Van. Não há como fugir. é sua cartacteristica principal. Talvez seja uma das poucas coisas boas que carregamos dentro de nós a vida toda: o amor. Ele some e aparece de novo num indo e vindo infinito, como diria a música do post passado.

bjo !