"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



sábado, 29 de janeiro de 2011

Autosabotagem


Pois bem... depois de ter "tomado pau" (com o perdão da expressão) mais uma vez de uma prova de concurso público sigo aqui minha vida através da inspiração da música que a Gi postou no Blog do Vigilantes da Autoestima, que por sinal é uma música das mais lindas e que quando ouço me transporto para outra dimensão...mas assim como na música eu sigo hoje : Tocando em frente...porque mesmo depois de ter ido mal e bem feio a vida tem de seguir e outras provas virão...


É óbvio que fui mal na prova por minha própria autosabotagem , que não me abandona nunca e que, às vezes me faz cometer erros inglórios e me remete sempre ao mesmo e imutável estado de inércia em que me encontro. E eu já sei, bem lá no fundinho de mim, onde errei, porque falhei, porque não fui bem, o que faltou, qual foi o X da questão...

A essa altura do campeonato dessa minha vida de Estudante Profissional era para eu ter feito uma das  minhas melhores provas , se não a melhor ! Não eram poucas vagas até, quatorze é um número razoável em vista dos seis mil duzentos e sete candidatos inscritos dessa vez...Mas eu já estava me autosabotando desde o dia em que me inscrevi, com todo o gás e a esperança de sempre...eu já estava antevendo a minha derrota nos passos que se seguiram nos dias adiante e, foi só uma questão de tempo a prova chegar e realmente me derrubar...


Eu ainda não criei a consciência de que o esforço agora é só meu, o mérito também ao chegar, assim o será...Mas EU preciso correr atrás, EU preciso estudar (ninguém o fará por mim), EU preciso despertar realmente dessa inércia que me empurra para trás, EU preciso, no fundo , querer realmente que a mudança aconteça...Mas EU ainda me autosaboto e me jogo a milhas atrás no mesmo caminho.

A autosabotagem nos derruba e nos esgota e vem quando menos esperamos e é fácil de percebermos quando ela chega , porque começamos a arrumar desculpas para tudo : desculpas para não fazermos o que devemos fazer, desculpas para não estudarmos, desculpas para não amarmos, desculpas para não abandonarmos o que deve ser deixado para trás, desculpas para não esquecermos aquilo que já passou e olhar adiante, desculpa para não organizarmos o que precisa ser arrumado em nossas vidas e assim, seguimos, nos autosabotando nas mínimas coisas do dia a dia e, perdendo nossas próprias batalhas. Por isso somos , em primeiro lugar, nossos piores e principais inimigos, o que vem depois não é o mais importante, o importante é o que trazemos aqui, na essência e é isso que devemos temer, porque a mesma força que nos impulsiona a realização de algo é a mesma que nos derruba e ela é toda nossa, inteirinha.


Eu já assisti todas as aulas que deveria, já fiz todas as matérias que deveria, já tenho todos os livros os quais preciso, já tenho as apostilas, as anotações de aula, as gravações de aula também, falta de material não é desculpa para mim. Já baixei todos os materiais de pesquisa para complementar os editais e já baixei também as provas anteriores para resolver as questões e agora, o que me falta ? Falta a coragem para assumir qual será a minha prova e, na próxima semana já terei mais uma e dessa vez a chance é maior ainda porque é bem menor a quantidade de candidatos inscritos para suas trinta e oito vagas...mas as vagas são para Brasília e , inconscientemente, eu sei que não quero ir morar em Brasília porque teria de ir para lá, sozinha, abandonando mesmo que temporariamente, meu marido, minha família, minha vida aqui em São Paulo...e aí já vim me autosabotando desde muito antes, por saber que ainda não é a vaga que idealizo, ainda não é o órgão público que quero e já vamos percebendo o resultado que se desenha por trás disto tudo...Mas a culpa é sempre minha e eu sou responsável pelas minhas derrotas...como disse a Flavia Mariano do Blog Depois dos 25...eu tô mais é precisando do BOPE na minha vida, para deixar de ser "moleque" e fazer o que é preciso... e não ficar pilhando na semana de prova, achando que está tudo desmoronando e que não vou dar conta...Talvez não dê mesmo, mas não por causa de nada ou de ninguém, apenas por minha própria falta de seriedade, apenas por minha imaturidade, apenas por minha autosabotagem.
E mesmo cansada de tudo, a vida segue e prosseguimos como tem de ser : Tocando em frente...


4 comentários:

CARLA STOPA disse...

Primeiro, obrigada pelo selinho e pelo teu carinho...Mesmo não sabendo muito bem como as coisas funcionam por aqui,de uma coisa eu tenho certeza, gosto do calor das pessoas, das amizades que tenho feito , e vc é uma delas...Segundo, vc vai chegar lá minha amiga, e com muito sucesso...Desejo muita alegria e felicidade e amor...TUDO pra vc...Beijos.

Albuq disse...

Oi Van, vou te dizer o que minha amiga me diz sempre: "E as pedras no caminho? Guardo todas e um dia vou construir um castelo!"

Tudo é aprendizagem, se não foi hoje, vai ser um dia, acredite!

bjs, adorei o blg!

R;* disse...

Não há ninguém que nunca se sabotou! Não é uma coisa digna de se fazer e muito menos de confessar, mas não se culpe tanto assim! Na hora que for pra acontecer, vai acontecer e vai ser o melhor pra você!
E tente passar no concurso siim, apesar de não ser São Paulo, Brasília é muito legal, não trocaria minha Brasília por lugar nenhum, você também vai se apaixonar por aqui!rs
beeijo querida, boa semana!

Will Lukazi disse...

Auto-sabotagem é não tentar, minha amiga. Auot-sabotagem é escolher o encosto do sofá ao invéz de ir a luta. Pode ter-lhe faltado confiança e alguns outros pequenos grandes detalhes...mas não auto-sabotagem. Aliás auto-sabotagem é vc dizer q houve auto-sabotagem. Afinal de contas, é auto-sabotagem a oportunidade de vermos onde erramos e no que precisamos melhorar ?

Eu ja tentei Oficial de Justiça em Sao Bernardo do Cmapo... nao consegui nada. Nao foi uma auto-sabotagem, foi uma oportunidade para crescer e voltar num concurso publico e vencer.


Eu acredito em vc , minha amiga. Vc é brasileira e nao desiste nunca, nao é ? rsrsrsrsr


bj