"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



sábado, 19 de fevereiro de 2011

Caminhos

A vida é engraçada às vezes ! Sinto isso muito mesmo , principalmente em relação aos caminhos em que ela sempre me deposita. Ela sempre me faz ver por onde devo caminhar , por onde devo ir soprando levemente suas nuances e seus mapas misteriosos em meu coração desvairado.


Quando estou indo em uma certa direção é como se ela me provocasse , me instigasse , me dissesse assim , do jeito dela de dizer , não vá por ali , vá por aqui... e para isso ela se aproveita de milhares de artimanhas e de subterfúgios para me carregar como as folhas ao soprar do vento.
Eu nunca fui de planejar a minha vida e dizer assim , categoricamente : daqui há 20 anos quero me imaginar assim , de tal forma , ou ter feito tal coisa , ou estar com tal pessoa , ter criado isso , ter inventado aquilo , porque a vida sempre me surge e se encarrega de mudar algo de meu caminho e isso acontece sempre de modo perturbador , me modifica inteira e , quando chega a hora da mudança é preciso encher o peito de coragem e dizer : "ok, senhora Vida ! Se assim desejas , assim serás... eu aceito suas prerrogativas e me jogo no caminho que você me mostra a seguir. Mas saiba de uma coisa : faça valer à pena porque eu não costumo voltar atrás de minhas decisões e, quando amadureço algo, ele deve seguir seu curso normal e me deixar em paz com toda a plenitude de minha consciência, dando onde quer que ele dê!" .


E assim vou , mudo tudo o que for necessário e continuo caminhando, sem olhar para trás, sem essa de medir o que fiz no passado como ação do futuro , porque o futuro acontece quando olhamos para frente e quando decretamos que iremos abandonar tudo aquilo que hoje nos deixa estagnados, tudo aquilo que nos faz perder o brilho dos olhos, tudo aquilo que não nos pertence mais, tudo aquilo que deixou de reverberar aqui em nosso coração.


O ser humano é engraçado às vezes também. Porque tem medo de se precipitar e ir em busca do que acredita e, muitas vezes , fica estagnado, agarrado a uma falsa segurança, a uma coisa que lhe era ideal em um outro tempo mas que agora não consegue mais preenchê-lo, não consegue mais satisfazê-lo e, simplesmente, se acomoda e veste o papel de vítima : o injustiçado de uma Vida inteira sem sucesso. Mas vai lá e pergunta para esse "injustiçado da Vida" o que ele buscou ? O que ele planejou e não deu certo ? O que ele acreditava e que mudou mas , que ele , esperando ver a Vida passar por entre o tempo e os dedos, deixou minguar ao chão sem ao menos ter se arriscado ? É mais fácil reclamar do que ir atrás ! É mais fácil xingar o próprio destino do que ir em busca de fazê-lo, de reconstrui-lo. É mais fácil acomodar-se diante das dificuldades do que ter de encará-las e ter de dizer a elas finalmente para que veio. É mais fácil jogar a sujeira toda embaixo do tapete e deixar-se enveredar por uma acomodação e um sofrimento posterior do que entregar-se ao brilho de uma vida nova que se abre à sua frente. É mais fácil acolher aquilo a que se está acostumado mas não lhe satisfaz do que ir alimentar-se de um novo sonho por mais ousado que ele lhe pareça ou que mesmo seja... É mais fácil ficar parado, esperando, sentado, olhando a vida passar do que levantar a bunda da cadeira e ir viver lá fora , intensamente, tudo o que a vida lhe mostra à viver... É mais fácil depois mal-dizer a sorte e culpar a infelicidade do que mudar o próprio destino, por mais arriscado que isso seja, por mais incerto. Mas o que é a vida afinal ? O que é o certo ? Qual é a escolha que nos trará a felicidade ? Seremos realmente felizes para sempre ?


Acredito que sim , seremos felizes , mas somente se soubermos acreditar também que nossos sonhos são possíveis e que nossa vida não veio com Manual de Instrução e, mesmo se viesse, quem se daria ao trabalho de lê-lo ?

6 comentários:

CARLA STOPA disse...

Sem manual de instrução, definitivamente.E eu viveria correndo atrás da minha borboleta transparente.

Albuq disse...

Oi Van!

Se eu tivesse escrito não seria tão parecido comigo. Penso demais, como diria um amigo meu, e de tanto pensar acabo perdendo as oportunidades, creio que precisamos viver, fazer escolhas e aproveitar tudo intensamente, porque a vida é um fio muito curto e passa rápido, ontem eu tinha 15 anos, hoje tenho 30. A sorte é que a alma não envelhece, né mesmo?! Bjsss querida e ótimo fim de semana!

Borboleta no Casulo disse...

E quem disse q a vida é facil?! Mas ela vale mt a pena!!
Esse teu texto hj é o q ando fazendo c minha fica: caminhando, cansei de fik estagnada e culpando a vida, os outros pela minha infelicdade.
Arriscar e recomeçar qts vezes for preciso...nunca é tarde para ser feliz!!
Bjs

don vito andolina disse...

Hola, bello blog, preciosas entradas,si te gusta la palabra interminable, la poesía,te invito al mio,será un placer,es,
http://ligerodeequipaje1875.blogspot.com/
gracias, buen domingo, besos múltiples..

Dave disse...

A frase de Alice que tem no meu blog é meu comentário pra esse seu post.

Beijo.

Will Lukazi disse...

Sim, van são vários os caminhos dessa vida. As vezes so temos uma opção por vez e uma encruzilhada com muitos caminhos e temos de escolher só um. Essa obrigação de acertamos sempre o caminho idel as vezes cansa e muito, principalmente qdo no meio do caminho resolvemos voltar e escolher outro.

Os sonhos sao possíves sim e vc bem disse: é preciso que acreditemos. Nunca leio manuais de instruçoes e nem bulas...no final dá td certo msm...


bj ( nossa ! saudades daki )