"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



sábado, 25 de junho de 2011

Nós e nossas carências , tão intensas !

Admito e muito que possuo (e sofro) de carência em alto grau ! Confesso ! Carência de tudo , em todos os sentidos , é uma insatisfação danada e sem fundamento até...

Mas ela existe e muitas vezes , me toma sem precedentes e quando me dou conta já estou lá , sofrendo de carência aguda novamente e procuro me satisfazer (tentando emendar o furo) da pior forma possível : me entupindo de chocolate. Ah ! Quando vem aquela vontade doida , louca , insana mesmo , de derrubar o quarteirão é a sombra que me arrepia daquilo que está me fazendo falta. Nossa ! Me espanto !


Assumo a culpa total de não saber muito lidar com isso , com essas faltas que a vida me dá. Queria tanto me sentir plena , completa , controlada das minhas limitações e deficiências , mas não... Na minha incompletude e imperfeição brotam sempre , jorram inúmeras faltas : de abraço , de sorrisos , de amigos , de uma palavra de conforto , de um olhar terno , de dinheiro , de trabalho , de tempo , de espaço , de mim mesma , de todo mundo , de ninguém , de viajar , de ficar em casa , de sair , de dormir , de descansar , de estudar , de ler , de aprender mais , de esquecer , de me apaixonar , de ir , de voltar , de soltar , de prender... ahhhh , quanta falta de tanta coisa ?!


Mas o ser humano é assim , dotado de uma insatisfação plena e permanente em meio a sua imperfeição e eu assumo e confesso minha culpa total. Mas procuro suprir algumas delas , quando dá ! E quando não dá corro pro meu amigo marrom mais delicioso (e viciante) da face da Terra , sem culpa , apenas assumindo as consequências disso depois. Por quê temos de ser assim ? Por quê não podemos alcançar nossa plenitude e maturidade dotada da satisfação dos nossos maiores (e mais loucos) desejos ? Nunca vou me entender...

4 comentários:

CaFoFo online@ disse...

Que bom ainda acha um camarada marrom pra suprir, eu nem isso mais! kkk



Van, já te deixei meu novo endereço do CaFoFo? É que como você nao apareceu mais, por nao ver os post atualizados, achei que possivelmente cometi esse lapso.

Beijinhos flor!

A Escafandrista disse...

É... dizem que é essa insatisfação que nos move a querer sempre mais... e nessa busca a vida renova-se, o passado fica para trás e construimos a nossa história.. curte isso, desejar faz-nos humanos :) Bjs lindona! bom restinho de fim de semana.

Letícia disse...

É a vida é assim, essa incompletude constante que nos dilacera e dói.
Dói lá no fundo e parece que nunca vai cessar.
Um dia de cada vez e então uma incompletude de cada vez.

Beijos e ótimo domingo! =)

Will Lukazi disse...

ei amiga...

...a vontade aki é de te dar um longo abraço. Um belo texto, cativante, viciante, reflexivo.
E este teu amigo marron espero que nunca te decepcione e sempre esteja a sua altura, minha amiga...srsrsrr...bjusss van....