"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



sábado, 30 de julho de 2011

TPM , TPP ou TPV (TPD) ?

Parece até propaganda de partido político , mas são simples as siglas , sendo a primeira mais feminina e conhecida de todas elas - TPM ! Ela não me assolava por muitos anos , mas desde que deixei liberar novamente os hormônios todos pelo corpo ela voltou e com força total , força de titã e sempre domina com certa ou muita intensidade os períodos mensais sempre constantes... e só o meu amigo marrom é capaz de amansá-la , mas não tenho utilizado muito devido as questões do efeito sanfona que ele eventualmente causa !


TPP é a Tensão Pré Prova e caso ela não exista assim com esse nome acabei de batizá-la e a nomeio ! Ela acontece sempre que tenho alguma prova importante pela frente e descobri no semestre passado que , na faculdade , ela acontece elevada a décima potência porque vem no plural , sempre antes da semana de provaS , mas estes dias está no singular e intercalada em doses semanais dentro das três primeiras semanas de agosto , em que enfrentarei três concursos diferentes...


TPV é um tipo de síndrome crônica que eu chamo de Tensão Pré Vida mas também pode ser chamada de TPD que nada mais é do que a Tensão Pré Desafios e nos acomete a qualquer hora , a qualquer tempo , diante dos maiores ou menores desafios que possam surgir em nossa vida durante todos os nossos períodos ou fases desde a adolescência. Na infância ela é facilmente contornada porque não nos apegamos aos problemas , não encucamos com coisas muito complicadas e nossas decisões são bem mais simples , tais como escolher qual o sabor do sorvete preferido , qual a matéria da escola mais gostamos ou qual a brincadeira vamos fazer depois da lição de casa. Nada muito complicado. A TPV vem sempre em larga escala e é uma síndrome do adulto moderno , sempre ocupado , atarefado e preocupado com o dia de amanhã e nem se dá conta de que o hoje passa todo dia ali , bem a sua frente , podendo mudar e melhorar tudo , mas a gente se quer o vive pensando no futuro (que a Deus pertence!).


Nós e nossas síndromes , nossas tensões , precisamos de uma folga de vez em quando , senão a gente acaba pirando , acaba entrando na roda louca da vida e se entristece , adoece , embrutece e emburrece. Para todas essas síndromes deve haver uma cura , um antídoto , um elixir ou um composto de ervas , de lugares , de momentos em que elas simplesmente são abstraídas e nos deixem em paz. Apelo sempre para muitas coisas para me curar de tais momentos , dentre os quais destaco : a fé em Deus , a oração , as mentalizações positivas , os escritos do Blog que desafogam qualquer angústia e mandam as dúvidas para um espaço maior do que apenas dentro da minha cabeça , os florais , a caminhada que é meu portal de conexão com o Universo e me preenche sempre de luz e ainda a certeza de que sempre há um amanhã que vem e muda tudo o que estiver ruim , acalma e transforma o que deve ser diferente. Se você sofre e se angustia por qualquer dessas síndromes das letrinhas , bem vindo ao clube !

2 comentários:

Maria Gabriela disse...

HAHHAHHAHAHAHAHAHAH, vc é muito engraçada. Eu ri muito nesse post.

C. disse...

Bom dia Van-zinha,

e quem é que nao se acomete dessas siglas nao é? hehe Gostei do jeito que denominou-as, perfeitas!

Nao sei você, mas na minha adolescência foi quando mais tive que fazer opcoes e quando mais "enlouqueci". Hoje sou uma louca convicta (hehe) mas segura dos meus limites, e é aí que mora a diferença.
Eu acho a adolescência a fase mais importante da vida de uma pessoa, mais ainda que a infância. Sao os reflexos dela que "carregaremos" pro resto da vida, sem churumelas. A escolha da profissao... do marido (pra quem casou cedo, nao é meu caso, mas que também a adolescência mal vivida refletiu nisso), e tantas outras (mínimas) escolhas. Só que o tempo nao volta...