"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



terça-feira, 17 de janeiro de 2012

"O amor é paciente , o amor tudo suporta"

"Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o bronze que soa, ou como o címbalo que retine.
Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência: ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver amor, nada serei.
E ainda que eu distribua todos os meus bens entre os pobres e ainda que entregue meu próprio corpo para ser queimado, se não tiver amor, nada disso se aproveitará.
O amor é paciente, é benigno, o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz incovenientemente, não procura seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.
O amor jamais acaba. Mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará. Porque em parte conhecemos e em parte profetizamos. Quando porém vier o que é perfeito, o que então é em parte, será aniquilado.
Quando eu era menino, falava como um menino, sentia como menino. Quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino.
Porque agora vemos como um espelho, obscuramente, e então veremos face a face; agora conheço em parte, e então conhecerei como sou conhecido.
Agora, pois, permanecem a Fé, a Esperança e o Amor. Estes três. Porém o maior deles é o Amor".
 Trecho da epístola de São Paulo aos Coríntios


O referido trecho bíblico de Paulo direcionado aos Coríntios nos traz um desenho verbalizado do que se pode traduzir do sentimento ao qual chamamos de Amor e hoje , quero escrever um pouco sobre ele :
O amor é mesmo algo sublime , algo que supera nossas expectativas e nossos desejos e é algo surpreendente por , muitas vezes , aliás corrijo , por SEMPRE fugir ao nosso controle e moldar-se de acordo com seus preceitos e prerrogativas. O amor não é algo previsível , mas é esperado. O amor não é algo concreto mas a tradução do sentimento para uma comunhão de vida faz com que ele assim se desenhe e assim se demonstre ao se poder traduzir em atos e gestos o que é puro sentimento , o que é pura abstração.
Mas o amor não é isento de dificuldades e não é pleno em seu paraíso , pois , por muitos momentos é assombrado , é preciso ser redesenhado , reinventado , aliás , é preciso ser construído diferentemente todos os dias para que consiga sobreviver , fortalecer-se e exibir longevidade dominando o tempo. O amor carece de trabalho árduo , de vontade , de propósitos , de desejo de se fazer presente , de desejo de existir verdadeiramente. O amor recolhe em si todos os desejos e desígnios que espera que sejam compartilhados e conquistados para que ele , enfim , faça-se descoberto e vivido de forma plena. O amor sabe o que quer e sabe como fazer com que aqueles que dele comungam cheguem aos seus intentos e é preciso estar disposto , caso contrário , ele não se faz de rogado e vai embora mesmo a fim de buscar um outro terreno (coração) mais fértil e mais suscetível as suas exigências e expectativas.
O amor não se constrói unilateralmente e sempre precisará da força da outra parte , do aspecto conjunto , da força conectada que traz as vozes da alma a serem colocadas em nossa superfície e, dessa forma , irradiem suas consequências e responsabilidades de se realmente ser intensificado , porque o amor é algo que sempre quer crescer , se expandir e para isso a companhia do outro (ou de todo o Universo) faz-se necessária.
O amor sempre nos mostrará que foram muitas as dificuldades , foram muitos os percalços , muito foi preciso acertar , aparar , corrigir , desenhar a rota , traçar novos caminhos , buscar novas soluções para se chegar até aqui, onde se alcança o resultado final, a concretização. Ao passo em que o tempo se encaminha e assim,  observamos que o amor se transforma , se solidifica da sua forma mais singela e a cada degrau que se eleva parece que se renova , se preenche e se enaltece por ter conseguido mais uma posição. O amor não é algo fácil , mas traz todos os seus méritos quando alcançado de modo verdadeiro e real. O amor também tem o dom de se aperfeiçoar a medida em que se renova , cresce e se aprofunda. O amor faz-se (necessita-se) novo , necessariamente , todos os dias para que prossiga e exista.

4 comentários:

C. disse...

Nossa Van-zinha, você sempre inspiradíssima e arrasando!
Parabéns, minha querida amiga, que esse amor seja sempre renovado.

Esse versículo é o meu preferido, pois ele trata do amor em toda sua dimensao entre os humanos.

Um ótimo dia, curta a chuvinha :D

JasonJr. disse...

Uma Salva de palmas!!! \o/ :D :D :D

O Divã Dellas disse...

Perecebi que aprendi a amar porqeu, mesmo chorando uma ruptura, eu desejo todo o bem do mundo para a outra pessoa. Porque mesmo quando me puxam o tapete, eu desejo profundamente que sejam felizes todos... Os que me querem bem e os que não me querem tanto bem assim.
Amar quem nos ama é facil... Tarefa mais difícil é amar quem não nos quer bem.
Que Deus abençoe todos.
Beijo, Van.
Cinthya - O Divã Dellas
http://odivaadellas.blogspot.com

Marcello disse...

Van, sensacional seu texto.
Li pelo menos 2x e vou compartilhar com outras pessoas.

Beijos