"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

E o ciúme foi o vilão

Ontem, enquanto fazia minha caminhada matinal de praxe, no som do MP4 tocou uma música do Inner Circle - Games People Play - e essa música me lançou de catapulta até os idos de 1990 e alguma coisa, quando eu ia em baladas com as minhas amigas e achava que em uma delas se esconderia meu príncipe encantado. Eu só ia numa balada de sábado à noite depois de muita insistência por parte delas e, mesmo assim, apenas se estivesse muito bem comigo mesma para ir, muito alto astral e de bem com a vida, me achando linda realmente (e isso era algo raríssimo...).

 

Enfim...e numa dessas idas , justamente no dia em que ouvi essa música na pista e todo mundo saiu dançando feito louco (eu inclusive)...era mês de junho, inverno em São Paulo, e a balada em que íamos ficava lá na Henrique Schaumman e lotava aos finais de semana...foi lá e nesse dia que eu conheci meu ex-namorado, o Fabio, Fabinho para os amigos, mas que eu apelidei carinhosamente de "Mala" junto às minhas amigas porque ele era, sem dúvida nenhuma, um verdadeiro mala no sentido íntegro da palavra.
Digo isso porque quando começamos a namorar ele achava que eu deveria ser dele e de mais ninguém, mas quando digo esse "mais ninguém" incluia aí minha família e meus amigos, ou seja, ele me queria só e exclusivamente as vinte e quatro horas dos dias todos apenas para ele, de tanto que me sufocava em seu ciúme doentio...
No começo achamos lindo isso, porque toda mulher tem mania de achar que ciúme é prova de amor..prova de amor uma ova  ! Ciúme é a pior coisa que pode existir dentro de um relacionamento e ele começa devagarinho e vai tomando uma proporção que nunca sabemos ao certo aonde vai chegar, nunca conseguimos ver onde é que vai dar...só sei que comigo deu, chegou ao final da relação. E graças a Deus vi isso a tempo !


Os amigos dele eram super gente boa e gostavam de conversar comigo, com respeito, com educação, sem maiores maldades...mas ele, bem na visão Bentinho de Dom Casmurro achando que eu era a Capitu , via pêlo em ovo, via coisa onde não tinha e passou a brigar e até mesmo se afastar dos amigos dele por minha causa.
Mas a gota d´água que minou com tudo de vez foi no casamento do meu irmão...Imagina, meu único irmão se casou e eu e ele fomos padrinhos de casamento e estávamos lá, em meio a festa, aos convidados e nossas famílias, quando eu fui até o banheiro com minha amiga e, ao voltarmos ficamos na pista, dançando e conversando...Ele não gostava da minha amiga (ciúme....) e também dançava pouco e ficava só nos observando de longe. Quando ele veio até mim, me puxou pelo braço e me levou até fora do salão de festas e foi dizendo que eu estava paquerando um cara , amigo do meu irmão , que estava na pista e estava comentando com a minha amiga e havíamos ido ao banheiro para combinarmos alguma coisa para pegar o telefone dele ou coisa do tipo...


Ou seja, ele já havia construído toda uma história na cabeça dele, visualizado toda uma situação que não existia e me colocou lá como protagonista...E mais, ainda estava ameaçando de quebrar tudo e arrumar briga com o cara em meio a festa de casamento do meu único irmão ! Inacreditável isso...eu fiquei louca , doida...comecei a brigar com ele, discutimos muito e a festa, que mal havia começado, acabara ali para mim...tive de ir embora antes que ele destruísse com toda a alegria do meu irmão e da minha família naquele momento importante de nossas vidas.
E tudo por puro ciúme !

Saber Amar - Paralamas

A crueldade de que se é capaz
Deixar pra trás os corações partidos
Contra as armas do ciúme tão mortais
A submissão às vezes é um abrigo

Saber amar
Saber deixar alguém te amar

Há quem não veja a onda onde ela está
E nada contra o rio
Todas as formas de se controlar alguém
Só trazem um amor vazio

Saber amar
Saber deixar alguém te amar

O amor te escapa entre os dedos
E o tempo escorre pelas mãos
O sol já vai se pôr no mar

Saber amar
Saber deixar alguém te amar

Há quem não veja a onda onde ela está
E nada contra o rio
Todas as formas de se controlar alguém
Só trazem um amor vazio

Saber amar
É saber deixar alguém te amar



8 comentários:

♥ Luciana Mira ♥ disse...

Adorei o post!!

Bjus!

Borboleta no Casulo disse...

Sinceramente não sei quem sofre mais nessa historia o ciumento ou o alvo. Eu já fui mega ciumenta o que é isso?! falta de amor próprio, baixa autoestima e por ai vai.
Sofri muito com isso e espero não sofrer mais!
Bjs

O Divã Dellas disse...

" Todas as formas de se controlar alguém
Só trazem um amor vazio"

Van, ainda bem q vc se livrou desse mala, aliás, mala não, isso é uma bomba!!

Taurin q sou, tenho o ciúmes n minha essência, mas cuido com muito crinho desse meu calcanhar de Aquiles, sei q esse é meu ponto fraco e por isso te uma atenção toda especial...

Como diz o poeta João Gilberto "O ciúmes lançou sua flecha preta e se viu ferido justo na garganta..."

Vc pulou uma fogueira, Van. Comemore.

Beijos!

Verônica

Dave disse...

O ciúme é realmente um vilão perigoso e poderoso. É preciso ter cuidado e saber ter um jogo de cintura daqueles pra lidar com ele. Ele muitas vezes parece um lutador de Sumô: Forte, pesado, capaz de arrebentar muros e destruir as barreira mais pesadas; mas muitas vezes ele pode ser como um capoeirista, leve, solto, e te dar rasteiras que demoramos pra entender e perceber que levamos.

Com o Ciúme? Todo cuidado é pouco.

Beijo!

Albuq disse...

Sábias palavras e bela música. O ciúme já correu alguns relacionamentos meus. bjs

omarido disse...

Gostei do post, essa música dá um toque de lembranas passadas mesmo. Agora se tratando de ciúmes, é bom desde qeu controlado.
Abraços!

Aline disse...

Ciume é o destruidor de qualquer relação, basta a nós sabermos a dosagem certa para ele não se ro vilão da história...

um beijo minha querida e obrigada pelo carinho

Will Lukazi disse...

kkkkkkkkkkkk ( me desculpe ,não pude me conter)...como se diz por aqui Van, vc viu sua vó pela grêta...kkkkkk...

o apelido mala foi até carinhoso pra ele viu...rsrs....creim dos padri...kkkk..
ah, a música deu uma aliviada legal no clima do post viu...rsrs...muito bonita....


bj vanvan......