"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



sexta-feira, 6 de maio de 2011

Mas por quê temos de nos achar tão importantes ?

A quinta-feira é definitivamente o pior dia  desse semestre em minha vida na faculdade. Toda semana é a mesma coisa e , ao acordar , já me lembro de que o dia começou e que a noite irei , mais uma vez pagar todos os meus pecados assistindo as aulas da grade.

Não que os assuntos não sejam interessantes , pelo contrário , deveriam ser muito mais do que apenas duas disciplinas constantes no currículo do curso , porque a Sociologia e a Economia exercem , na atualidade , papéis fundamentais em nosso meio social e trariam simplesmente assuntos de notoriedade a serem discutidos e absorvidos por nós , iniciantes no primeiro semestre da graduação de Direito , ávidos por conhecimento e por absorver ao menos o mínimo do que compete a cada disciplina.


Porém , não é o que acontece nesse dia e nesse dia ainda temos de encarar duas figuras que se qualificam ali em nossa frente como os professores das tais disciplinas e que colocam-se na qualidade de mais palpiteiros do que realmente de mestres que sabem explorar todo o universo do conhecimento que eles dispõem nas mãos. Ficam ali a torto e a direto emitindo as opiniões deles , principalmente as políticas , a respeito do que consideram certo e do que condenam , do que acham perfeito e do que acham imperfeito , sendo que consideram perfeito aquilo que está fora do Brasil e imperfeito aquilo que está dentro das classes menos favorecidas , que está nas bases mais baixas ou que comporta a periferia , a margem.


Óbvio que o nosso país não é mesmo nenhum modelo de perfeição e ainda caminha a passos mais que de tartaruga em todos os assuntos e quesitos sociais e muito ainda deve ser mudado. Mas de nada adianta ficarmos ali , sentados com as nossas bundinhas na cadeira apontando todos os defeitos , apontando todas as mazelas e , principalmente , como eles fazem , considerar imperfeito aquilo que deveria ter sido corrigido há anos e não há apenas oito anos como se deu o início ao que já poderia ter sido antecipado por outros governos anteriores. Existe um Brasil que o próprio Brasil não conhece e nem quer olhar pela janelinha para conhecer , daí é mais fácil ficar criticando.


Não quero aqui defender nenhuma posição política  , mesmo porque meu humilde espaço não tem a pretensão de discorrer sobre tais assuntos , mas o que quero elucidar aqui é que eles se colocam numa posição confortabilíssima por terem sido privilegiadamente favorecidos por terem condições de frequentar boas escolas e de terem sempre um ensino de qualidade , mas sequer terem vivenciado a dura realidade que abrange a grande maioria do povo do nosso país e, dessa forma , não têm moral nenhuma para atacar da forma como fazem a população menos favorecida , a população que movimenta a grande massa do país , achando que são os tais , que são os reis , que podem tudo e ficam ali massacrando a cabeça de gente com as opiniões deles. Criticar é mesmo muito fácil , mas fazer algo em prol do que merece ser feito ninguém quer , ninguém quer fazer o "trabalho sujo" , envolver-se com o povo , defender uma causa ou mesmo contribuir com alguma ideia que realmente valha a pena e mude a condição de modo positivo e fundamental.  Ok ! Nem mesmo eu me considero perfeita e nem quero fazer do que penso verdade absoluta , só não quero ter de ficar ouvindo aquilo com que meu coração não concorda. Está errado ? Está ! Mas faça alguma coisa para melhorar ao invés de criticar , aja , movimente-se e não apenas aponte os erros e divague sua opinião por aí , faça por merecer.


Ora essa, nosso professor de Filosofia mesmo diz que ele não é pago para ir até lá e dar a opinião dele , mas sim , dar aula e é o que ele faz com maestria ! E por quê eu sou obrigada a ficar ouvindo a opinião desses dois toda quinta-feira ? Porque eu mereço , porque se não fosse isso o curso seria mais-que-perfeito , porque eu ainda tenho pecados para pagar e porque sempre há de existir algum defeito e esse é o maior defeito que encontro , que , aliás , é defeito para mim mas pode não ser para a maioria das pessoas que concorde com o que eles pensam. Para ter ideia para postar no Blog , para me indignar com muitas coisas , para me libertar dos meus preconceitos... Que esse semestre acabe logo ! É um apelo e não um pedido !


QUE PAÍS É ESSE ? (Legião Urbana)

Nas favelas, no senado
Sujeira pra todo lado
Ninguém respeita a constituição
Mas todos acreditam no futuro da nação

Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

No Amazonas, no Araguaia iá, iá,
Na Baixada Fluminense
Mato Grosso, nas Gerais e no
Nordeste tudo em paz

Na morte eu descanso, mas o
Sangue anda solto
Manchando os papéis, documentos fiéis
Ao descanso do patrão

Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

Terceiro mundo, se for
Piada no exterior
Mas o Brasil vai ficar rico
Vamos faturar um milhão
Quando vendermos todas as almas
Dos nossos índios num leilão

Que país é esse?
Que país é esse?
Que país é esse?

(Quando foi mesmo que o Renato fez essa música ? Ontem ? Há quanto tempo isso ainda se repete ?)

Um comentário:

C. disse...

Sem sentir você já foi uma defensora partidária do PT no terceiro parágrafo hehe
Eu detesto falar sobre política, engulo minha opinião, principalmente porque o Brasil virou fanático exatamente nos últimos 8 anos... aliás, um dos motivos que eu pulei fora do "circo". kkk nao adianta, viu só, a gente acaba se auto defendendo e "impondo" opinião.
Mas o brasil nao navega em águas tao escuras, na minha (réles) opinião nao, tem coisas aqui que deixam de cabelo em pé, e que nao deveriam, já que sao considerados bons.
E quanto à quinta-feira na facul, lamento por você :-(

Muito bom esse post!
Beijos de cá,