"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



quinta-feira, 5 de maio de 2011

Pelo Amor ou Pela Dor ?

É certo que nessa vida muitas coisas aprendemos e apreendemos e certos sentidos nos são semeados ao longo da jornada e , mais que isso , algumas vezes esses sentidos encontram raízes mais profundas e precisam ser apurados , melhor sedimentados e mais bem aproveitados durante nossa existência. Por isso são colocados em nosso caminho de duas maneiras : pelo amor ou pela dor.


O aprendizado é efetivo nos dois modos , entre os dois jeitos e cada qual irá decidir como melhor irá aproveitar o que sorver de suas experiências , quer seja pela ação do amor ou pela ação da dor.

Confesso que ambos são dignificantes , embora andem em polaridades diversas , em fundo , trazem a mesma essência , bebem da mesma fonte e não há como separá-los de uma forma mais eficaz porque todos nós sabemos que o amor sempre carrega em si mesmo algo de dor e a dor sempre derrama também , em determinado momento , um pouco de amor.



O importante é saber o que absorver da experiência , que lições tirar , o que definir após a situação terminada ou para onde seguir porque esses instrumentos sempre nos levarão a algum caminho , sempre nos abrirão algum horizonte indeterminado ou determinado para um lugar que deveremos atingir.

Pelo amor aparentemente as experiências parecem ser mais aprazíveis , mais apaziguadas , mais providas de afeto , de siginificado e de relevância. Só aparentemente , porque , na verdade , possuem a mesma profundidade e complexidade das experiências aprovadas pela dor.


Na dor o que mais aprendemos é como deixar de ser vítimas , é minimizarmos o tamanho do problema , uma vez que encontraremos pessoas em situações muito piores que a nossa com dores extremamente maiores e também o porquê daquela dor nos servir para algum tipo de aprendizado , tentando mesmo encontrar a raiz do problema e não apenas lamentar porquê tal tipo de efeito está acontecendo em nossa vida naquele momento.

Quer seja pela dor ou pelo amor , sempre é tempo de aprender e , mais ainda , sempre é tempo de crescer naquilo que buscamos , naquilo que esperamos ser e transformar nossas vidas. Devemos lembrar também que nem todo sofrimento é eterno e nem todo amor também deva ser , todas as coisas duram o tempo necessário que precisam em nossas vidas e os momentos existem para serem sorvidos enquanto houver importância , no mais , foram momentos que tornaram-se ternas lembranças de uma bela e profunda experiência...

2 comentários:

O Universo dos Pensamentos disse...

Muito profundo o texto, é verdade o amor e a dor faz parte do contexto, acordo a música "o amor é um grande laço, um passo para uma armadilha."

Boa tarde, bjo

C. disse...

"todas as coisas duram o tempo necessário que precisam em nossas vidas"

Essa frase me pegou de jeito Van-zinha, me deixou a pensar, até me perdi no que ia dizer, confesso.

Esses sentimentos estao ligados mesmo num é, uma hora ou outra o amor acaba doendo...


grande beijo!
* Respondi agorinha seu e-mail....