"Faremos promessas de nos encontrar mais vezes daquele dia em diante. Por fim, cada um vai para o seu lado para continuar a viver a sua vidinha isolada do passado...e nos perderemos no tempo... Por isso, fica aqui um pedido deste humilde amigo : não deixes que a vida passe em branco, e que pequenas adversidades sejam a causa de grandes tempestades... Eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores...mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos !" - Vinicius de Moraes



quarta-feira, 4 de maio de 2011

Novos Rumos

Nos últimos dias fiz uma verdadeira trilha profunda aos meus caminhos interiores. Foi como uma peregrinação que buscasse a mim mesma , que me mostrasse o sol dos meus dias e que me levasse pelas mãos através dos profundos mares de minha própria existência.

Mergulhei fundo em minhas águas e resgatei parte de minha alma que andava longínqua e solitária desfrutando por antigas emoções. Percorri caminhos estreitos , vi lagos , subi montanhas , atravessei desfiladeiros inteiros em dias e dias intermináveis de solidão até que me encontrei , me achei e me dei novamente as mãos...


Essa sensação de reencontro , de equilíbrio , de paz e de serenidade é uma sensação plena , de grandiosidade e que me dá um alento firme e uma certeza de que é possível prosseguir ainda mais e é possível crescer e evoluir ainda mais , bastando apenas confiar em si mesma e acreditar na verdade que trago em minha própria essência.

O coração silenciou e a mente cessou o seu trabalho incansável e repetido que há dias me movimentava e trazia toda uma angústia ao meu respirar , ao meu viver. Que essa experiência e sensações possam ser plenas e sentidas por todo o meu Ser , por todo o meu Eu , em profundidade e em verdade , me dando novo sentido à vida.


Sinto que agora sigo em paz e novos rumos serão descobertos e traçados e isso , aqui dentro , no mais profundo de minha alma , não há preço que pague.

O mais certo é que dividi essa busca e tais descobertas desse novo caminho com importantes Mestres , seres aqui da Terra , enviados por Deus , que me botaram a mão no destino e desviaram completamente meu curso , me fazendo enxergar e olhar tudo aquilo que jamais havia visto ou encontrado antes. Parece até filosofal demais esse texto , né ? Mas esse texto carrega a mais pura essência que habita em meu Ser hoje e traduz a cópia fiel da minha realidade : uma plenitude de Paz. Que assim siga para sempre !

2 comentários:

C. disse...

Nada como encontrar o caminho de volta... depois dos labirintos infindáveis.


Um beijo Van, ensolarado e morno como o tempo aqui agora.

DÉIA disse...

Lindo post Van...O mais certo é que dividi essa busca e tais descobertas desse novo caminho com importantes Mestres , seres aqui da Terra , enviados por Deus , que me botaram a mão no destino e desviaram completamente meu curso , me fazendo enxergar e olhar tudo aquilo que jamais havia visto ou encontrado antes. Parece até filosofal demais esse texto , né ? Amei esse pedacinho ai até me emocionei...Bjus Déia